A Comissão Política Concelhia do PSD/Pombal anuncia que Rogério Santos é aposta para recuperar a governação social-democrata na Freguesia de Vila Cã, agradecendo, desde logo, a sua disponibilidade para liderar este projeto que pretende promover um novo desígnio para esta freguesia.
Nos últimos oito anos o PSD foi oposição, num papel de alerta permanente para as debilidades da gestão da autarquia por parte da Presidente de Junta eleita pelo movimento independente, devendo ser reconhecido aos eleitos do PSD o importante acompanhamento da vida da freguesia e a preocupação constante de contribuir para a sua melhoria. A escolha de Rogério Santos é o garante de uma candidatura ainda mais forte e com novas ideias para que Vila Cã possa retomar o caminho do desenvolvimento.
Empresário no ramo da construção civil e do turismo, e apesar de cedo ter ido trabalhar para fora, Rogério Santos tem dividido o seu tempo entre Manta Rota e Vila Cã, terra com a qual manteve sempre um grande vínculo e onde tem lutado pela mobilização e união das pessoas em prol do aproveitamento das potencialidades desta terra a nível social, ambiental e económico. Uma das evidências desta ligação é o associativismo, sendo presidente da direção da Associação Cultural e Recreativa Sicoense, onde, juntamente com a sua equipa, imprimiu uma nova dinâmica, com diversas atividades para os vários públicos e a edificação de uma sede correspondente às necessidades de uma instituição desta natureza.
O PSD/Pombal faz assim uma aposta firme em Vila Cã, que visa concretizar o objetivo concelhio de ganhar em todas as freguesias nas próximas autárquicas, com a escolha dos melhores candidatos em cada território, não só do ponto de vista da gestão autárquica, mas também da proximidade com as pessoas e disponibilidade genuína para servir a comunidade.
𝗡𝗼𝘁𝗮 𝗯𝗶𝗼𝗴𝗿𝗮́𝗳𝗶𝗰𝗮:
Rogério da Conceição dos Santos nasceu a 22 de junho de 1956 no lugar de Carvalhal, freguesia de Abiul. Reside atualmente no lugar de Castelo, freguesia de Vila Cã, e é pai de uma filha. É empresário no ramo da construção civil e do turismo, centrando a sua principal atividade no Algarve.
Concluiu o ensino primário e, com apenas 12 anos, deixou a sua terra e deslocou-se para Lisboa, onde iniciou a sua carreira na construção civil, aí permanecendo até aos 17 anos, altura em que rumou até Vilamoura, onde participou na construção dos edifícios da marina.
Aos 21 anos cumpriu serviço militar no quartel da Escola Prática de Serviço de Transportes da Figueira da Foz, tendo desempenhado a missão de formação de condutores auto. Concluído o serviço militar, regressou ao Algarve onde iniciou a sua carreira empresarial que mantém até aos dias de hoje.
Foi um dos fundadores da Associação Cultural e Recreativa Sicoense no ano de 1977, assumindo atualmente o cargo de presidente e onde ao longo dos anos, juntamente com todos os colaboradores, tem desenvolvido um papel ativo no apoio à comunidade, tanto a nível social como de lazer.

Partilhar artigo nas redes sociais

Artigos recentes

Faça parte da solução!

Contamos com todos. Conte com o PSD!